g2h

level

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Teatro Grego Origem


A consolidação do teatro, na Grécia Antiga, deu-se em função das manifestações em homenagem ao deus do vinho, Dioniso ou Baco (em Roma). A cada nova safra de uva, era realizada uma festa em agradecimento ao deus, através de procissões.

Com o passar do tempo, essas procissões, que eram conhecidas como "Ditirambos", começaram a ganhar uma certa organização, ficando cada vez mais elaboradas ao serem representadas para diversas pessoas, e surgiram os "diretores de Coro", os organizadores de procissões. As festividades aliavam ao culto sagrado e cívico um caráter competitivo.

Nas procissões os participantes cantavam, dançavam e apresentavam diversas cenas das peripécias de Dionísio e, em procissão urbanas, se reuniam aproximadamente 20 mil pessoas, enquanto que em procissões de localidades rurais (procissões campestres), as festas eram menores.

Os autores, de todo o mundo grego, concorriam com um conjunto de três peças, o vencedor recebia:
• dinheiro;
• uma coroa de hera;
• o seu nome inscrito nos registos de honra da cidade.

É válido destacar a importância de Téspis, que foi diretor de coro e desenvolveu o uso de máscaras para representar pois, em razão do grande número de participantes nos teatros, era impossível todos escutarem os relatos, porém podiam visualizar o sentimento da cena pelas máscaras. Ele inventou o Thymele – altar, para responder ao coro e foi também o primeiro ator em toda a história do teatro.

Os dramaturgos apresentavam as suas obras a um funcionário chamado arconte. Se o arconte aprovasse a peça seria encenada. Era dado aos autores vitoriosos um corego (um cidadão rico para custear as despesas da peça). O corego escolhia então um tocador de flauta e um coro e prosseguia com a encenação. Se o corego fosse generoso, surgia uma produção opulenta. Em cada festival um júri de cidadãos julgava as peças, e os vencedores recebiam a coroa dionisíaca.

O Coro era composto pelos narradores da história, que através de representação, canções e danças, relatavam as histórias do personagem. O Coro intermediário entre o ator e a platéia, e exprimia os pensamentos e sentimentos, além de trazer também a conclusão da peça. Também podia haver o "Corifeu", que era um representante do coro que comunicava com a platéia.

Os teatros eram auditórios ao ar livre. A hora do início do espectáculo era ao amanhecer. Muitas vezes os cidadãos assistiam a 3 tragédias, uma tragicomédia e uma comédia. O teatro era considerado parte da educação de um grego. Em Atenas, o comércio era suspenso durante os festivais dramáticos. Os tribunais fechavam e os presos eram soltos da cadeia. O preço da entrada era dispensado para quem não pudesse pagar, e até as mulheres, que não podiam participar em quase todos os acontecimentos públicos, eram bem recebidas no teatro. Os atores representavam usando máscaras e túnicas de acordo com a personagem. Muitas vezes, eram montados cenários bem decorados para dar maior realismo à encenação.

Duas formas do teatro grego, a comédia e a tragédia, acabaram por dominar o teatro Dionisíaco, embora as outras formas dramáticas não tivessem morrido. Em Atenas, dois festivais eram dedicados todos os anos à comédia e à tragédia. O festival Dionisíaco (Março – Abril) concentrava-se na tragédia. O festival Lêneo, que tinha esse nome devido ao mês grego (Janeiro - Fevereiro), tradicionalmente reservado para a celebração de casamentos, era dedicado principalmente à comédia.

Principais autores da época:

• Ésquilo (525 a 456 a.C aproximadamente)
Principal Texto: Prometeu Acorrentado.
Tema principal que tratava: Contava fatos sobre os Deuses e os Mitos.

• Sófocles (496 a 406 a.C aproximadamente)
Principal Texto: Édipo Rei.
Tema principal que tratava: das grandes figuras Reais.
• Eurípides (484 a 406 a.C aproximadamente)
Principal Texto: As Troianas.
Tema principal que tratava: dos renegados, dos vencidos (Pai do Drama Ocidental).

• Aristófanes (448 a 380 a.C aproximadamente) é considerado o maior representante da comédia antiga, escreveu peças onde se destacavam a crítica à vida pública de Atenas.

Fontes:
- http://dicasdeteatro.blogspot.com
- www.suapesquisa.com/musicacultura/teatro_grego.htm
- pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_teatro
- http://liriah.teatro.vilabol.uol.com.br/historia/teagrego.htm
- http://www.geocities.com/Athens/2506/teatro.html

Um comentário:

  1. Olá. gostei muito do seu blog, por causa dele ganharei meus pontos na materia de artes. Ai vou para o segundo ano! xx :*

    ResponderExcluir

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge